ads

Slider[Style1]

Style6

Style3[OneLeft]

Style3[OneRight]

Style5[ImagesOnly]




Conforme informado anteriormente, a Fórmula 1600 Brasil realizou neste final de semana, duas corridas no autódromo de Interlagos, em São Paulo.

Como era de se esperar, e sempre acontece nas corridas desta categoria, houveram disputas do começo ao fim, infelizmente, nem todas com final feliz.
No pelotão da frente, andavam Bruno leme, Luan Giraldi, William Daulisio, Gabriel Lusquiños, Luiz Jr. e Edu Dias, fazendo ótimas disputas e acompanhados de muito perto por Marcos Pimentel e o estreante André Moraes Jr. 
Na segunda volta, Carlos Freitas se estranha com Otto Baungart no S do Senna, rodando na segunda parte do S e se colocando à frente de Otto, que vinha na trajetória central do S e chocou-se com a lateral de Carlos Freitas, que ainda foi bater no Guard Rail do Lado direito da pista.
A corrida seguiu normalmente, com posteriores abandonos de Rafael Seibel e Sandro Freitas, sendo seguidos, na volta seguinte, por Thomaz Soubihe.
A vitória ficou para Bruno Leme, seguido de Luan Giraldi, William Daulisio, Gabriel Lusquiños, Luiz Jr e Edu Dias. Pela categoria Light, venceu o piloto estreante em 2016 André Moraes Jr., em excelente desempenho na corrida, seguido por Claudio Daniel e Fábio Farias, ambos impondo bons resultados.
Assim ficou a qualificação final da Primeira prova :
A segunda prova foi recheada com um elemento que a Fórmula 1600 não vê tão frequentemente em grande numero numa só corrida : Acidentes.
Na frente, o eficiente e rápido Renan Guerra, participando da segunda prova, confirmava as previsões, seguido de perto por Gabriel Lusquiños, até que na segunda volta, Lusquiños teve um choque com Bruno Leme, ficando os dois fora da prova, acidente este que também tirou da corrida a Luan Giraldi. Luiz Jr, que vinha em seguida, não teve como desviar e acabou acertando o carro de Lusquiños :
Isto ocasionou a primeira entrada do Safety car. Na relargada, já decorridas 7 voltas do início da corrida e com o sol já se pondo,  levou então Marcos Pimentel, André Moraes Jr e Marco vale para a dianteira, logo atras de Renan Guerra. Vinham ainda Daniel Ebel, Sandro Freitas, Alexandre Bonilha, Pedro Serrano, Edu Dias, Claudio Daniel e mais um pelotão bastante próximo, que incluíam Silvio Ramos, Paulo Cestari, Glaucio Doreto, Otto Baungart, Carlos Freitas, Jayme Barbarisi, Daniel Gaidex, Rafael Seibel, Fábio Farias e Eduardo Leal.

Na sétima volta, um acidente de corrida entre Rafael Seibel e Eduardo Leal Causou a segunda Entrada do Safety Car. Na relargada, à 10º volta, a baixa luminosidade causada pelo horário já avançado, somado aos possíveis problemas de cansaço tanto dos pilotos quanto da sinalização de prova, acabaram fazendo com que a relargada fosse anulada, e a corrida foi finalizada levando em conta a ultima passagem dos carros pela linha de chegada.

Renan Guerra confirmou os prognósticos e levou a vitória na corrida, seguido por Marco Vale, José Ebel e Sandro Freitas, em uma costumeira participação consistente e rápida.
Fica o destaque especial para o piloto Claudio Daniel que registrou o segundo melhor tempo nas duas provas. Na primeira prova ,o melhor tempo de Bruno leme :  1:59:983 seguido por Claudio Daniel : 2:00:075, apenas 92 centésimos a mais. Na segunda prova , Renan Guerra com 1:58:355 e Claudio Daniel com 1:59:193, apenas 838 centésimos abaixo. 
Na categoria Light, a vitória ficou com Pedro Serrano,com um surpreendente segundo lugar de Otto Baungart, e em terceiro o estreante em 2016 Carlos Freitas.


Sobre Carlos E Freitas

Categoria de automobilismo F1600 Brasil no Autódromo de Interlagos em São Paulo. Corridas emocionantes e chegadas espetaculares em carros de Fórmula!
«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Comente essa notícia